PROGRAMAS DE IMIGRAÇÃO PORTUGAL

Agora startups, experts na área da tecnologia e inovação,
e trabalhadores estrangeiros, altamente qualificados,
podem se beneficiar de um novo programa do governo português

Muitas são as razões que determinam a criação de programas específicos de incentivo à imigração em um país. Portugal é uma opção de muitos brasileiros que desejam iniciar uma nova vida na Europa. Qualidade de vida, boa educação, bom sistema de saúde, facilidade do idioma, identificação com hábitos e costumes e acordos existentes entre Brasil e Portugal, são alguns destes motivos.
Mesmo com o crescente número de imigrantes há espaço para uma busca de um tipo de imigrante específico que atende aos interesses da expansão demográfica de Portugal. Os estrangeiros têm sido responsáveis não só pelo aumento de efetivos em idade ativa, mas também por uma percentagem significativa dos nascimentos.
Sem a entrada de novos imigrantes e sem a manutenção de um saldo migratório positivo, as possibilidades de Portugal inverter a tendência de decréscimo de habitantes em idade ativa são diminutas, correndo-se o risco de se agravar cada vez mais o problema demográfico associado ao envelhecimento da população.
Por essa razão as políticas públicas portuguesas têm privilegiado a integração dos imigrantes pouco qualificados que se encontram já em território nacional, passando agora também a apostar num esforço de captação e integração dos imigrantes altamente qualificados. Atualmente, Portugal tem uma imigração muito polarizada, com entrada de imigrantes altamente qualificados e imigrantes de baixas qualificações.
Enriquecer o país através da captação de imigrantes cuja valorização acadêmica e profissional no estrangeiro é benéfica para os próprios e para o país. Essa linha de ação levou à criação dos “Tech Visa”, que se junta aos vistos Gold, para atrair investidores estrangeiros de fora da União Européia e os “Startups Visa”, destinado a captar empreendedores estrangeiros para as incubadoras de empresas portuguesas.
A grande vantagem dos “Tech Visa” é permitir às empresas tecnológicas e inovadoras, instaladas em Portugal mas inseridas no mercado global, poderem dispor mais rapidamente de trabalhadores de países extra UE, e assim superarem a falta de qualificados nestas áreas.
Há uma série de requisitos que as empresas interessadas devem cumprir, entre elas a que mais interessa aos imigrantes é a garantia de contratos de, no mínimo, um ano e o patamar de salário a partir de 1089 euros.
Mais informações clique no IAPMEI acompanhe este blog ou no site www.eurovistos.com.br.

Captura de ecrã 2019-08-27, às 11.37.02

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s