Crônica – Pino grosso em buraco fino, não dá

13/08/2014 – O Brasil é engraçado mesmo. Li uma reportagem na Veja, esses tempos, que falava de “despadronização nacional”. O elevador, por exemplo: quando você está num prédio que não conhece (hotéis, principalmente) e quer se direcionar até a saída, sempre perde um tempinho tentando decifrar se o “térreo” é no “T”, no “L”, no “0”, no “P”, ou no “H”, que significam, respectivamente: térreo, lobby, zero, portaria, e hall. Nos Estados Unidos, o térreo é sempre identificado por uma estrela vermelha. Simples! Na minha opinião, trata-se do “primeiro andar”, já que, o segundo, é o primeiro depois do solo; então, o “segundo andar”, é o segundo, de fato. Um, dois… Se é que me entendem. Não entendo por que o “primeiro andar” está, muitas vezes, no quinto nível, já que antes vem o térreo, os estacionamentos (identificados por G1, G2, G3…). Enfim, acho que os engenheiros, arquitetos, e desenvolvedores de elevadores não devem ser muito amigos.

Outro “despadrão”, que me afeta, são as tomadas e plugues. Até onde me informei, há mais de 100 tipos pelo mundo afora. No Brasil, circulavam “só” 14 modelos de tomadas, e 12 de plugues, mas, desde 2010, temos um único tipo (que é outro e nenhum dos 14 anteriores): é a tomada de três pontas! Tchannaaam! Daí a pessoa pensa: “meus adaptadores estão acabados”. Fui lá, me empolguei, e saí instalando tomadas novas pela casa toda. Depois de muito tempo investindo e usando aquela “chave de florzinha” para apertar os parafusos, lá fui eu usar o meu primeiro eletrodoméstico na tomada nova: três pinos, três buracos, tudo certo. Nãnaninanããão! Eles conseguiram a façanha de fazer dois tipos, de um tipo. Explico: temos a tomada de três pinos (fina), e a de três pinos (grossa). Sim! Parece piada, mas não é.

Meu aquecedor tem três pinos grossos (maldito aquecedor de pino grosso!). Enfim, ele não entra nem com óleo lubrificante nas minhas tomadas de buracos finos. Daí, pensei: “por que não fizeram as tomadas com buracos grossos?”. Descobri que é por que os plugues finos ficariam frouxos nos buracos largos (incompatibilidade). O jeito, então, é comprar adaptadores com buracos de entradas grandes e saídas de pinos finos. Ora, se a ideia era padronizar e eliminar, justamente, os adaptadores, por que não entraram num acordo quanto ao tamanho dos buracos e dos pinos???

Da série #CrônicasAntigas
Relembrando!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s